Porque é que o Hip Hop não morre?


Sou professor há algum tempo, e como o grunge era para mim está agora entranhado nos putos o Hip Hop na sua versão pior o Hip Hop Tuga (apesar de ser em "Lingua Portuguesa").
No meu tempo também havia grupos, taras e clubes. Uns góticos, outros surfistas, uns betos, uns grunge, etc... contudo, cada um desses grupos mantinha-se num estilo exagerado e próprio de cada um. O Hip Hop apesar de ter um estilo que é agradável e democrático, tem, no entanto um factor de repetição, imitação, e pouca criatividade.
Como o Sprechguesang o Hip Hop perdeu as palavras (deixaram de fazer sentido para entrarem na harmonia repetitiva de samples e loops), essa perda de palavras deveria ser direccionada para os sons, então o futuro do hip hop, seria a cultura de rua quase crua, onde só grunhidos fariam de instrumentos, então as poesias do hip hop actual desapareciam.
Contudo, o Hip Hop quer manter uma pretensa mensagem para o povo, na qual com palavras do quotidiano se enfeitam situações não dignas de sequer murmurar. Mas sem pretensões recapitulo: 1º sem mais do que loops e samples; 2º sem poesia literária ou o que tal nas letras; 3º a palavra desaparece e aparece o grunhido; 4º a falta de originalidade.
Agora sim falo do verdadeiro objectivo deste meu post que é lembrar a todos o fabuloso cantor Tiago Teixeira AKA TT, mas falo pouco.
Justin Timberlake imitado de uma forma foleira, sem charme e dentes, escondido numa estratégia Pedro Abrunhosa, naquela de questionar quem é o tal cantor que ousa copiar, samplar e colocar uma letra ridícula e bacoca para caber na métrica, sem que saiba o que é isso - métrica.
Péssimo. Não percebo como é possivel alimentar esta fraude e a levar a festivais, sítios e etc onde pode representar o nosso País. Para isso levem antes alguém do festival da canção, pelo menos prejudica a imagem do nosso pais, mas não vincula a ideia de que a nossa criatividade parte de cópia ou imitação barata.
Os portugueses estão para a Cultura como os chineses para os produtos, Copy Cats.
Die Hip Hop, Die...

4 comentários:

Keyser Soze disse...

Hip Hop Tug Suxxxxxxx! Mas ñ posso generalizar o desdém pelo Hip Hop (sem Tuga)só pq existem vários maus/péssimos exemplos de artistas medíocres nesse nicho musical. Álias, em quase todos os géneros musicais, da actualidade, abundam os maus exemplos e escasseiam os bons, certo? Acho q só na Música Clássica, Ópera ou qq estilo engavetado na World Music (whatever that is),ou mm ainda em alguns sub-géneros underground (Grime ou Dubstep, por exs),é q ñ existem "Gold Digger(s)"...Talvez pq nesses géneros ñ exista hype! E sem isso ñ há $$$! Parafraseando Chuck D, dos Public Enemy: "Don't believe the hype!". Peace.

Urso disse...

Pensei em vão disertar sobre o assunto. Mas já está tudo dito...
Ip Op sucks!

Anónimo disse...

Ya mano adorei o blog,visite blogs de hiphop moçambicano:
Makdap.blogspot.com
Classicohiphoptime.blogspot.com

TiagoRamos disse...

O Hip Hop produzido cá é mto bom e elogiado no estrangeiro.

Agra o TT, coitadinho...uma mistura de Justin i português da primária --'