Fora aos Forinhas Verde Sujo AKA go!pt!go


Vamos lá por os pontos nos I's nesta coisa da sustentabilidade.
Esta semana tive a honra de receber em minha casa, via couchsurfing, uma futura ecologista canadiana.
Numa de compreender afinal o que era para ela a ecologia, tive algumas conversas sobre o tema e percebi que as suas únicas noções, de ser preocupado com o planeta, eram:
a) comer cascas de batata para se aproveitar tudo.
b) não lavar a comida, tachos, o cabelo ou qualquer outra parte do corpo para poupar água.
c) comprar no comércio justo porque as grandes superfícies não são sustentáveis.
d) comprar roupa em segunda mão, rasgada e eternamente suja.
e) usar, guardar ou transportar lixo como forma de apego ao vírus do planeta.
O que eu preciso urgentemente de dizer é que isso está tudo ERRADO.
Ser sustentável é ter uma atitude sustentável. De que serve reciclar e comprar em segunda mão, se afinal de contas a única coisa com que me preocupo é o meu imediato?
PENSEM NO FUTURO E NO COLECTIVO.
Vamos lá recapitular.
Comer cascas ou outro tipo de restos de comida é meio caminho para o hospital, nem que seja para mais uns chás, umas ervas ou uns medicamentos desnecessários.
Cuidar do nosso corpo é cuidar do nosso planeta.
Conservar água, e tentar com que ela seja consumida o mínimo possível, usando uma máquina de lavar louça, por.ex. (sim, compensa), tomemos duches regulares e rápidos (não longos banhos), e usar produtos de higiene amigos do ambiente (à venda em qualquer HIPERMERCADO).
Poupar água não significa não a utilizar.
Os Hipermercados não significa falta de ecologia, o enfoque tem de ser posto no consumidor, o selector. Assim sendo há vários produtos, com um respeito e consciência ecologica, nas prateleiras dos hipermercados portugueses, desde alimentos à higiene. Temos que fazer o esforço de as encontrar, não ser fundamentalista, mas apoiar esta revolução.
Comprar em segunda mão não passa por apenas uma necessidade, passa pelo acto de consumo, pois afinal há escolha. Então porque não comprar com bom gosto, escolhendo os objecto passíveis de recilagem, ou icónicos. Comprar bem e simples, coisas que durem e deixar as velharias para quem tem frio.
Afinal o que eu faço, não muda a mentalidade global, mas sim o que quero. É preciso parar com conceitos sustentáveis de dimensão micro, e torná-los macro.
Não consumir não significar não produzir.

Isto tudo para dizer, que sou feliz neste país à beira mar plantado.
Onde na minha cidade o lixo é separado pelos cidadãos, mas também pela câmara. Onde os veículos municipais irão em breve trabalhar a óleos da restauração, um país que troca as lampadas das pessoas gratuitamente, recolhe pilhas e materiais monstruosos. Um sítio onde se faz compras ecológicas nos hipermercados, onde há boas coisas em segunda-mão, onde os centros comerciais fazem um esforço sustentável, onde o melhor ar da europa se respira ou a maior centrar solar será construída. Mesmo um pequeno país que prevê os gastos energéticos e estuda estratégias ecológicas para isso, até mesmo onde se tenta que haja prédios sustentáveis, dicussões escolares e incentivos à ecologia.
Temos consciência pelo mundo na mesma dimensão da vontade que tínhamos de descobrir os mares.

Ser portuga é respeitar tanto os outros, que se faz um esforço enorme para numa forma exemplar melhorar o nosso planeta. go!pt!go

P.S. Afinal o que a minha couchsurfer ecológica precisa é de alguém que decida por ela.

9 comentários:

Susie Mary disse...

Bem....

Viva à marca Portugal!!!
Consegui produzir alguém critio e bem informado, atento às coisas do mundo e às particularidades de cada um...
Viva à atitude positiva!!!
Chega de lamurias, da atitude negativa de que somos maus, incompetentes e que os outros fazem sempre melhor que nós. Somos bons, fazemos bem, fazemos muitas coisas melhor do que minguém. Somos criativos, afectuosos, bem humorados, corajosos, bosn anfitriões, trabalhadores, bons organizadores, excelentes cozinheiros e rimos, rimos muito... Precisamos de mais deste espirito bem português. Aquele: do somos capazes, fazemos bem e somos bons. Foi por isto que atravessamos os ocenaos, que agora tentamos proteger, foi por isso que mobilizamos um nação e produzimos o melhor Euro de sempre, é por isso que somos um páis que faz dos maiores investimentos em energias alternativas... É bom ser português (é pena é ganharmos pouco!
Estou farta da conversa da treta e pessimista e derrotista...
Viva quem é capaz!
Viva Portugal

E viva tu que escreves estas coisas

BJ

Su

Keyser Soze disse...

Foi esta "futura ecologista canadiana" que sempre que usou uma torneira em tua casa deixou a água a correr, não foi?...Yep.

Susie Mary disse...

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma nao é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa, in Mensagem

kateboy disse...

Muito bem dito, e posso também confirmar em directo que somos bons, melhores e mais ainda! E que estamos realmente em todo lado numa tentativa de mostrar a outros do que somos capazes e talvez até ensinar algumas coisas.
Beijos grandes***

Anónimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anónimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Anónimo disse...

[url=http://blog.alphaplus.ca/wp-content/upgrade/sve/]generic cialis pills[/url]

Anónimo disse...

, jane fonda nude, 00462, selena gomez nude fakes, 7985,

Anónimo disse...

, colin farrell sex tape, >:O, susan ward nude, :-P, camille grammer nude, >:(((,